Economia

Nome negativado indevidamente paga R$ 1000 de indenização em até 48h. Confira

Anúncios

A lentidão do sistema judiciário brasileiro tem feito surgir empresas que compram os créditos judiciais dos clientes, pagando a eles antecipadamente o valor que receberiam na ação.

Quem nunca teve o seu nome negativado indevidamente ou conhece alguém que teve?

Bancos, financeiras e empresas de telefonia são as campeãs em reclamações sobre negativação indevida.

Normalmente essas empresas fazem cobranças indevidas que não são pagas pelos consumidores, e daí vem a negativação.

Nem precisamos dizer o transtorno que a negativação do nome traz, devido a restrição de crédito e as cobranças incessantes ao longo do dia.

Como funcionam as empresas especializadas em compras de crédito?

As gestoras de ativos judiciais são empresas especializadas em aquisição e antecipação de créditos judiciais.

Ou seja, são empresas que compram os direitos que o consumidor lesado teria, antecipando para ele um valor financeiro de forma rápida e prática.

Por exemplo alguém que teve o seu nome negativado indevidamente.

O Serasa e o SPC são os órgãos responsáveis por receber as negativações dos consumidores.

Essa pessoa levaria mais de dois anos para receber alguma coisa da empresa que a negativou depois de entrar com uma ação judicial.

Já por meio dessas empresas, o consumidor repassa o direto de entrar com a ação para elas, e recebe ANTECIPADAMENTE uma verba indenizatória, que pode chegar a até R$ 1.000,00 por passageiro.

Vender uma dívida é permitido por lei?

Essa é a primeira pergunta que a maioria das pessoas fazem ao ler um artigo como esse.

Muitos sentem insegurança em estarem se envolvendo em algum tipo de negócio proibido por lei ou até mesmo ser enganado.

Contudo, a resposta para essa pergunta é bem simples: SIM, a venda de créditos judiciais é legal.

Essa prática é amparada pelo Código Civil e pelo Código de Defesa do Consumidor, sendo algo dentro da legalidade jurídica do país.

Quais os casos de negativação indevida?

Uma negativação indevida pode acontecer de muitas, e todas elas são passíveis de indenização:

  • Falta de Notificação: a pessoa que tem a dívida precisa ser avisada com pelo menos 30 dias de antecedência antes do nove ser negativado. Caso não seja, o caso é passível de indenização;
  • Constrangimento na Cobrança: a empresa tem o direito de cobrar a dívida, mas dentro da legalidade. Constrangimentos, ofensas, ligações para familiares e amigos são passíveis de indenização;
  • Tempo de Negativação: uma dívida só pode ficar negativada pelo prazo máximo de 5 anos. Caso uma pessoa continue negativada após esse período, o caso também é passível de indenização.

Como receber até R$ 1.000 de indenização em até 48h?

É muito simples solicitar a sua indenização. Siga os passos a seguir:

  • Escolha a empresa que deseja utilizar (por exemplo, a LiberFly);
  • Entre no site e clique em “Avaliar Agora”;
  • Preencha os seus dados e clique em “Prosseguir”;
  • Você será direcionado a um atendente pelo Whatsapp;
  • Conte tudo o que aconteceu e envie os comprovantes de negativação;
  • Depois de juntar as provas, a empresa irá te mandar um contrato e procuração para assinatura;
  • Pronto, agora é só esperar até 48h para receber o valor indenizatório na sua conta bancária.

Ressaltando que não é necessário para o cliente comparecer a nenhuma audiência nem nada do tipo, pois é tudo feito pela empresa que comprou o seu crédito judicial.